Rua Luis Faccini, 155, 2º andar - Guarulhos - SP 11 2442-2020

Alteração na legislação Federal do papel imune – Informativo 376

Gostou? compartilhe!

Com a publicação  IN   1817  publicada em  20/07/2018,   houve  algumas alterações com referencia ao cadastramento e atualização de dados da Concessão do Registro especial,  as referidas alterações tem por objetivo  combater o desvio de finalidade do papel imune,  depurar os cadastro existente, assim como tornar mais rígidos os critérios de concessão.

A IN RFB nº 1.817, de 2018, alterações importantes, destacando-se:

  •  Introdução de um novo elemento importante para a concessão do Registro Especial: ao comprovar os dados dos alvarás, como endereço e atividade, com os dados cadastrais informados para a obtenção do RE, ratifica-se a adequação das instalações industriais/comerciais em relação à atividade a ser desenvolvida; 
  • Definição da autoridade competente para concessão do Registro Especial aos auditores-fiscais da Receita Federal e o recurso hierárquico aos delegados da unidade da Receita Federal com jurisdição sobre o estabelecimento requerente;
  • Regulamentação do pedido de renovação do RE a cada três anos ficando o contribuinte obrigado a pleitear sua renovação por iguais períodos, nos mesmos termos exigidos quando da concessão, sob pena de cancelamento do registro especial; 
  • Ampliação do rol de classificação do papel imune que deverá ter controle de estoque diferenciado, por parte das pessoas jurídicas detentoras do registro especial, com vistas a coibir estratégias que buscam fraudar o recolhimento dos tributos.

A nova norma substitui a Instrução Normativa nº 976, de 2009, em atendimento ao disposto no art. 1º da Lei nº 11.945, de 2009, que trata da regulamentação da obrigatoriedade do Registro Especial para estabelecimentos que realizem operações com papel imune, visa combater o desvio de finalidade do papel imune e depurar o cadastro de RE, tornando os critérios para sua concessão mais rígidos.

Com a entrada em vigor da IN RFB nº 1.817, de 2018, tem-se o seu aprimoramento da norma anterior, o que facilitará a fiscalização da Receita Federal na identificação do desvio da finalidade do papel imune.

Departamento Fiscal Leymar



Gostou? compartilhe!