Rua Luis Faccini, 155, 2º andar - Guarulhos - SP 11 2442-2020

DMPL: o que é a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido? – Informativo 429

Gostou? compartilhe!

Para que uma empresa seja bem-sucedida, é imprescindível que suas contas sejam controladas de forma eficiente. Uma das ferramentas dessa gestão financeira é a DMPL. DMPL é a sigla para Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido. Sua função tem a ver com o gerenciamento de recursos de uma organização — mais especificamente do seu do patrimônio líquido, como sugere o nome.

O que é DMPL? A DMPL é um relatório contábil que demonstra as mudanças no patrimônio líquido de uma empresa em determinado período. A demonstração registra a movimentação dos recursos da empresa — expondo de forma clara de onde eles vêm e para onde eles vão durante o exercício.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determina que a Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido seja publicadas pelas empresas de tipo capital aberto. Essa determinação se encontra na instrução n. 59/1986.

Para quê serve a DMPL? Antes de saber como funciona a DMPL, é necessário estar ciente de que sua principal função é monitorar as finanças da empresa. Portanto, o objetivo da DMPL está ligado diretamente ao controle do fluxo de caixa. Por isso, algumas das funções da DMPL são:

  1. Acompanhar a evolução do patrimônio da organização;
  2. Monitorar a influência deste patrimônio (valor) no mercado;
  3. Determinar estratégias para o crescimento da empresa no mercado.

Como fazer a DMPL?

Um modelo de DMPL envolve primeiramente uma tabela. Nessa tabela, cada conta do patrimônio líquido da organização corresponde a uma coluna. A última das colunas da tabela do modelo de DMPL é reservada ao resultado final. O próximo passo é registrar os números nas colunas, sendo que em cada linha ficam os dados de cada transação. O modelo se divide em:

Reservas de capital: valores monetários que fazem parte do capital social da organização. Se não houver reserva de lucro, ocorre sua compensação em forma de lucro acumulado;

Reservas de lucro: baseadas no lucro líquido do exercício, conforme determinações administrativas;

Lucros ou prejuízos acumulados: têm a ver com os acionistas da organização. Mais especificamente, o prejuízo que podem sofrer ou os lucros mínimos que podem obter. Esse dado muda de acordo com os resultados da gestão da empresa. 

Fonte: https://www.sunoresearch.com.br/artigos/dmpl/

Departamento Contábil Leymar



Gostou? compartilhe!